Bem-vindo – 13/06/2024 18:19
Previous slide
Next slide

Adiamento e intervenção do PT nacional por Marconi podem fazer Eliton retirar pré-candidatura

Demora e possibilidade de escanteamento teriam desagradado o ex-governador.

ex-governador José Eliton (PSB) pode desistir da pré-candidatura ao governo de Goiás. Segundo interlocutores do ex-gestor, o adiamento do encontro estadual do PT de sábado (28) para 11 de junho foi um banho de água fria, uma vez que é necessário tempo para estruturar a pré-campanha e a própria campanha. O portal tentou contato com Eliton, mas não teve sucesso.

Além disso, de acordo com a fonte, o ex-presidente Lula (PT) busca uma aliança com o PSDB nos Estados, desde a desistência do ex-governador João Doria (PSDB) da disputa. O petista estaria em conversas com o também ex-governador Marconi Perillo (PSDB).

A demora e essa possibilidade de escantear Eliton e também o pré-candidato do PT, Wolmir Amado, teriam desagrado o pré-candidato do PSB, que aguardava uma decisão ou, pelo menos, uma sinalização sobre o indicado do PT e da federação neste fim de semana.

Marconi não deu nenhuma sinalização de compor com a federação PT, PV e PCdoB. O tucano também não oficializou se disputará o governo ou o Senado.

Vale lembrar, José Eliton sempre defendeu uma frente ampla que incluísse o PSDB – inclusive, quando era presidente do partido, que deixou a convite d0 ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSB). A insatisfação seria a forma como ocorrem as negociações, que prejudicariam as chances de competitividade da chapa em Goiás, além do “atropelamento” dos envolvidos. Além disso, Marconi é uma grande incerteza, dado seu histórico de oposição ao PT.

Ainda de acordo com lideranças ligadas a Eliton, Alckmin foi acionado para tentar apagar o incêndio. Caso não seja possível, um posicionamento oficial do ex-governador deve ser emitido nos próximos dias.

Destaca-se, o PSB, PCdoB e PV defendiam, desde o começo do mês, que o PT apresentasse sua indicação antes do dia 28. Agora, entretanto, o anuncio ficou ainda para mais longe.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *