Bem-vindo – 13/04/2024 03:16
Previous slide
Next slide

Corretor de imóveis é preso suspeito de pedir nudes a menores em troca de açaí e moedas de jogos online

Denúncia partiu da mãe de um adolescente de 13 anos, que manteve contato com o homem. Agentes encontraram mídias com conteúdo pornográfico no computador e celular dele. (assista no link).

Um corretor de imóveis de 39 anos foi preso suspeito de pedir nudes a menores de idade em troca de açaí e moedas de jogos online. A prisão ocorreu em Valparaíso de Goiás, no Entorno do Distrito Federal. Policiais abordaram o veículo que ele dirigia para cumprir um mandado de prisão temporária

“Ele oferecia a moeda virtual desse jogo [Dimas], açaí e presentes. Em troca, ele solicitava o envio de fotos de cunho sexual e dos órgãos genitais do adolescente”, explicou a delegada Lídia Castro.

O nome do suspeito não foi divulgado, Além da prisão temporária, o homem foi preso em flagrante durante o cumprimento de mandado de busca e apreensão.

Agentes encontraram mídias com conteúdo pornográfico no computador e celular do investigado, que é crime previsto no Estatuto da Criança e do Adolescente.

Corretor de imóveis é preso suspeito de pedir nudes a menores em troca de açaí e moedas de jogos online em Goiás — Foto: Reprodução/TV Anhanguera

Corretor de imóveis é preso suspeito de pedir nudes a menores em troca de açaí e moedas de jogos online em Goiás — Foto: Reprodução

 

Segundo a delegada Lídia Castro, o corretor admitiu a prática dos crimes durante depoimento. A denúncia partiu da mãe de um adolescente de 13 anos, que manteve contato com o homem.

A investigação descobriu que o homem abordava adolescentes em redes sociais, estreitava a amizade por meio de conversas, e depois pedia vídeos e fotos íntimas em troca de presentes.

Agentes encontraram computadores e pen drives com conteúdo pornográfico na casa do suspeito, em Valparaíso de Goiás — Foto: Reprodução/TV Anhanguera

Agentes encontraram computadores e pen drives com conteúdo pornográfico na casa do suspeito, em Valparaíso de Goiás — Foto: Reprodução