Bem-vindo – 22/06/2024 12:55
Previous slide
Next slide

Furado de faca homem pede ajuda na igreja em Valparaíso

Ele relatou que durante o esfaqueamento os jovens o chamavam de X9,

A polícia militar foi acionada por volta das 8h00 da manhã deste domingo 8/5 para deslocar em frente uma igreja evangélica na Rua 08 terceira etapa do Jardim céu Azul, Segundo informações repassadas pelo Centro de Operações da polícia militar, um homem estaria esfaqueado no local e pedia socorro aos membros da igreja evangélica que comunicasse o fato a polícia militar, pois estava sem telefone.

No local os policiais militares encontraram Lucrécio Ribeiro Soares 44 anos com perfurações nas costas provavelmente sete, dizendo aos policiais que teria sido golpeado por um grupo de jovens vizinho de sua residência que faziam uma festa.

foto blusa furada de faca

Com som muito alto sem conseguir dormir, a vítima teria procurado seus vizinhos e pedido que abaixasse o volume do som, normalmente retornou para sua casa onde horas depois foi surpreendido por um grupo de freqüentadores da festa sendo segurado e golpeado por sete vezes nas costa.

Temendo por sua vida, a vítima correu de sua casa até o hospital municipal de Valparaíso (HMV) onde buscou atendimento médico, ao ser indagado pelos profissionais da saúde ele informou que teria sido esfaqueado por jovens que faziam uma festa no lote ao lado de sua casa, ao ser questionado o porquê de não ter chamado a polícia homem disse que estava sem telefone e no desespero buscou socorro médico.

foto ; vítima depois de atendimento/Lucrécio Ribeiro Soares 44 anos

Para a polícia militar que foi ao encontro da vítima, ele relatou que durante o esfaqueamento os jovens o chamavam de X9, ao mesmo tempo o homem ficou sabendo que momentos depois que ele pediu que os Vizinhos abaixassem o som, uma equipe da rotam do estado de Goiás teria chegado ao local feito busca e prendido o proprietário da residência que estava com mandado de prisão em aberto.

foto ; casa arrombada

Para vítima, eles pensaram que ele teria falado para os policiais sobe o mandado de prisão, A ocorrência foi confeccionada pela polícia militar que conduziu a vítima até a delegacia e posteriormente acompanhou até a sua residência para pegar alguns documentos, pertences pessoais e seu automóvel, pois tinha receio dos autores estarem local.

Os policiais orientaram a dar continuidade no registro junto à Polícia Civil afim ajudar na investigação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *