Bem-vindo – 22/06/2024 13:28
Previous slide
Next slide

Governo de Goiás leva aluguel social a cidades do Entorno do DF, Luziânia, Novo Gama e Águas lindas.

Três municípios do Entorno do DF e dois da Região Metropolitana de Goiânia serão contemplados e entram para lista de atendimentos do programa Pra Ter Onde Morar – Aluguel Social. Ao todo são 2.750 famílias beneficiadas inicialmente com auxílio mensal de R$ 350 nas quatro cidades. Meta do programa é beneficiar 30 mil famílias em situação de vulnerabilidade social em todo Estado, o projeto é de autoria do deputado estadual Wilde cambão.

Segundo o deputado que “ foi andando pelas cidades do estado em especial o entorno, ouvindo demandas que pude reparar o auto número de famílias em alta situação de vulnerabilidade, mulheres gestantes , com filhos de colo sendo despejadas sem ter para onde ir , vendo esta situação criei o projeto foi aprovado na Alego e pessoalmente apresentei ao governador Ronaldo Caiado que tem um coração gigante e colocou em prática para todas famílias em situação crítica do estado de Goiás” disse. 

foto deputado Wilde Cambão autor do projeto

O Governo de Goiás, por meio da Agência Goiana de Habitação (Agehab), abre inscrições do programa Pra Ter Onde Morar – Aluguel Social para moradores de Luziânia, Novo Gama e Águas lindas de Goiás. O programa, criado no final de 2021, já está presente em nove municípios goianos. No total, são oferecidos nesta etapa 2.750 benefícios.

Hoje venho anunciar as Três cidades do Entorno do Distrito Federal – Águas Lindas, Luziânia e Novo Gama – também já estão com inscrições abertas.

As primeiras famílias aprovadas já começaram a receber os recursos. video na íntegra.

As inscrições podem ser feitas pelo site www.agehab.go.gov.br. Nele, os interessados devem anexar a documentação exigida para comprovar que se encaixam nos requisitos do programa. As solicitações serão analisadas por ordem cronológica de entrada no sistema da Agehab. Um dos principais documentos é o Cadastro Único (CadÚnico) do município onde vivem, que deve ser tirado ou renovado em um Centro de Referência em Assistência Social (Cras) mais próximo de casa. Os selecionados receberão o benefício mensal por 18 meses, prorrogáveis por mais 18 meses caso haja avaliação social por parte da equipe técnica da Agehab de necessidade de estender o prazo.

Além do Cadastro único atualizado no município, outros requisitos para pleitear a participação no programa são o superendividamento; ser pessoa e/ou família em vulnerabilidade socioeconômica; ter mais de 18 anos ou ser emancipado; e morar no município por, no mínimo, três anos. Alguns grupos são prioritários, como idosos, pessoas com deficiência e vítimas de violência doméstica. Também podem participar estudantes da Universidade Estadual de Goiás (UEG) e beneficiários do Programa Universitário do Bem (ProBem). Como todos os outros candidatos, estudantes devem estar enquadrados nos requisitos básicos.

O presidente da Agehab Pedro Sales afirma que a expansão do programa continua. “Queremos chegar às famílias que mais precisam em todo o estado. A cada etapa que avançamos, é nítida a importância do apoio que estamos entregando às famílias. Temos recebido depoimentos que mostram a necessidade de pessoas que estavam perto de perder sua dignidade habitacional. O governador Ronaldo Caiado trabalha em todas as áreas e estamos atacando de forma intensa o déficit e a fragilidade habitacional dessas famílias”, reforça.

Pra Ter Onde Morar – Aluguel Social

Nova linha de atendimento à população de baixa renda, o Pra Ter Onde Morar – Aluguel Social é uma iniciativa que visa combater a falta de moradias de maneira emergencial, com subsídio para locação de imóveis. O objetivo é atender até 30 mil famílias goianas com recursos disponibilizados do Fundo de Proteção Social do Estado de Goiás (Protege). O recurso mensal de R$ 350 será concedido por 18 meses, podendo ser prorrogado por igual período, caso as famílias não consigam evoluir em sua situação socioeconômica.

Os contemplados serão acompanhados periodicamente pela equipe de atendimento social da Agehab. A proposta do Governo de Goiás é subsidiar locação de imóveis até que as famílias melhorem suas condições financeiras ou estejam aptas a receber a moradia definitiva – caso a situação delas permaneça dentro dos critérios de déficit habitacional e moradia de interesse social.