Bem-vindo – 20/04/2024 03:52
Previous slide
Next slide

Grupo criminoso morto pela polícia em Varginha tinha bases em MG e GO

O suposto grupo criminoso abatido pela polícia de Minas Gerais, durante operação no domingo (31/10), em Varginha (MG), possuía três núcleos diferentes, conforme relatório da Inteligência. Dois núcleos ficariam em Minas e um em Goiás.

Ao todo, 26 integrantes do grupo que seria especializado em assaltos a banco, nos moldes da modalidade conhecida como Novo Cangaço, em razão da violência utilizada e do fechamento de cidades, foram mortos durante a ação policial.

O relatório obtido pela reportagem aponta dois núcleos no Triângulo Mineiro – um em Uberlândia e outro em Uberaba – e um em Goiânia. Os núcleos foram identificados com base nos endereços dos suspeitos. O relatório apresenta os nomes de 21 dos suspeitos mortos na operação. Todos são homens. Pelo menos seis deles já tinham sido presos anteriormente e possuem registros no sistema prisional.

Veja a relação:

Núcleo de Uberaba (MG)

  • Thalles Augusto Silva, 32 anos – Tinha passagem pelo sistema prisional
  • Júlio César de Lira, 36 anos – Tinha passagem pelo sistema prisional
  • Dirceu Martins Netto, 24 anos
  • Itallo Dias Alves, 25 anos
  • Gleisson Fernando da Silva Morais, 36 anos
  • Arthur Fernando Ferreira Rodrigues, 27 anos
  • Francinaldo Araújo da Silva, 44 anos

Núcleo de Uberlândia

  • Raphael Gonzaga Silva, 27 anos – Tinha passagem pelo sistema prisional
  • José Rodrigo Dama Alves, 33 anos – Tinha passagem pelo sistema prisional
  • Gilberto de Jesus Dias, 29 anos – Tinha passagem pelo sistema prisional
  • Evando José Pimenta Júnior, 37 anos
  • Luiz André Felisbino, 44 anos
  • Giuliano Silva Lopes, 32 anos

Núcleo de Goiânia

  • Isaque Xavier Ribeiro, 27 anos – Tinha passagem pelo sistema prisional
  • Romerito Araújo Martins, 25 anos
  • Zaqueu Xavier Ribeiro, 40 anos
  • Eduardo Pereira Alves, 42 anos – morava em Brasília

Outros mortos

  • José Filho de Jesus Silva Nepomuceno, 27 anos – Morava no Maranhão
  • Nunis Azevedo Nascimento, 33 anos – Morava em Porto Velho (RO)
  • Gerônimo da Silva Sousa Filho, 28 anos – Morava em Porto Velho (RO)
  • Adriano Garcia, 47 anos – único que morava em Varginha

Investigação

Os suspeitos estavam escondidos em duas chácaras em Varginha. De acordo com a investigação, eles planejavam um assalto para roubar R$ 65 milhões de uma agência do Banco do Brasil, na cidade.

A polícia afirma que integrantes do grupo começaram a atirar, quando perceberam a aproximação dos agentes. No local, foram encontrados cerca de 40 Kg de explosivos e armas de grosso calibre, como fuzis, pistolas, granadas, além de munições, coletes à prova de balas e 10 veículos roubados.

 

 

Fonte: Metrópoles