Bem-vindo – 20/04/2024 19:14
Previous slide
Next slide

Homem que torturou irmãos por pedirem comida é condenado a 49 anos de prisão em Planaltina (GO)

Ele também foi condenado por matar uma das vítimas. Menina de seis anos foi agredida com uma corda, sofreu pancadas na cabeça e foi obrigada a dormir no quintal da casa.

Bruno Diocleciano da Silva, de 21 anos, foi condenado a 49 anos de prisão por matar a menina de seis anos e torturar os irmãos dela por pedirem comida a vizinhos, em Planaltina de Goiás, Entorno do Distrito Federal (DF). O crime aconteceu em 29 de maio de 2019, mas a sentença foi determinada na terça-feira (22) pelo juiz Fernando Oliveira Samuel e representada pela promotora de justiça Gabriela Starling Jorge.

Ele cumprirá a sentença em regime fechado por homicídio qualificado por motivo de fútil e impossibilidade de defesa da vítima, crime de tortura contra quatro crianças e corrupção de menores, por aliciar a companheira de 17 anos a agredir as crianças.

Os menores eram sobrinhos da companheira Bruno, que também participou das agressões. Ela continua detida e à disposição da Justiça.

Crianças foram torturadas depois que tio foi informado de que elas pediram comida a vizinhos

Na época, as crianças torturadas tinham oito, quatro e um ano de idade e viviam com uma quarta menina, de 6. Os quatro menores estavam sob a guarda da tia de 17 anos e do namorado dela depois que os pais foram presos no Distrito Federal.

De acordo com o Ministério Público de Goiás (MP-GO), o casal saiu da residência onde morava com as crianças, no bairro Mutirão da Moradia, no dia anterior ao homicídio e deixou as quatro crianças sozinhas, trancadas dentro da residência.

A menina de seis e a de oito anos pediram comida aos vizinhos para elas e os irmãos. Ao retornarem para casa, o casal recebeu uma advertência do vizinho por deixarem três meninas e um menino sozinhos em casa. Irritados, eles espancaram as crianças com uma corda.

Casal espancou as crianças após receber uma advertência de vizinhos por deixarem três meninas e um menino sozinhos em casa

Casal espancou as crianças após receber uma advertência de vizinhos por deixarem três meninas e um menino sozinhos em casa (Foto: Polícia Militar)

Laudo aponta que menina sofreu pancadas na cabeça

Consta na investigação que a menina de seis anos tentou fugir, mas Bruno e a namorada a arrastaram pelos cabelos e agrediram ela e os irmãos novamente.

O laudo do IML apontou que a vítima sofreu pancadas na cabeça.  Após a tortura, a criança foi abrigada a dormir no quintal da casa sem qualquer objeto que a protegesse do frio.

Na manhã seguinte, ela apresentou fraqueza, dificuldades para andar e reclamava de fortes dores no abdômen e no peito, mas os tios se recusaram a leva-la ao hospital.

Os três irmãos passaram por exames médicos e permaneceram internadas por cerca de três. Após receberem alta médica, elas ficaram sob os cuidados do Conselho Tutelar e foram levadas para um abrigo de menores.

Bombeiros perceberam que os ferimentos no corpo dos irmãos da vítima e acionaram a Polícia Militar

Bombeiros perceberam que os ferimentos no corpo dos irmãos da vítima e acionaram a Polícia Militar (Foto: Polícia Militar)

Vizinhos relataram que acionaram o Conselho Tutelar ao escutarem os gritos das crianças, mas o casal não permitiu que os conselheiros entrassem na residência.

Crianças sofrem com o crime até os dias atuais, diz juiz

Segundo o juiz, as vítimas sofrem com a violência sofrida até os dias atuais. “A gravidade do fato, como se viu hoje na oitiva de testemunhas em juízo e tudo o que consta no processo em que uma criança foi morta por ato de absoluta violência e gravidade, bem como acarretou em lesões graves contra outras três crianças, as quais até os dias atuais sofrem com o ocorrido”, escreveu Fernando Oliveira Samuel.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *