Bem-vindo – 19/04/2024 13:24
Previous slide
Next slide

Idosa morre após cirurgia para retirada de feto calcificado no MS

Mulher de 81 anos morreu por infecção generalizada após procedimento em Ponta Porã

Uma idosa de 81 anos morreu, na sexta-feira (15), após uma cirurgia para retirada de um feto calcificado do corpo. O caso aconteceu em Ponta Porã, no Mato Grosso do Sul, cidade que fica na fronteira com o Paraguai. Daniela Almeida Vera, que era indígena, deu entrada no Hospital Regional de Ponta Porã na quinta-feira (14) apresentando infecção grave. De acordo com a unidade de saúde, dez dias antes da internação, a paciente sofreu uma queda e permaneceu, segundo relato próprio, com dores e mal-estar, optando por procurar os serviços hospitalares apenas na semana seguinte.

A paciente morava no município de Aral Moreira, a 84 quilômetros de Ponta Porã. Ela procurou atendimento médico na cidade e depois foi levada em estado gravíssimo para Ponta Porã, onde foi intubada e ficou em coma induzido, segundo o hospital regional. Exames realizados em Ponta Porã detectaram a presença de feto calcificado, uma condição rara na paciente. A litopedia, como é chamada, é consequência de uma gravidez ectópica, na qual a gestação em que o óvulo fertilizado é implantado fora do útero, que evolui para morte fetal e calcificação.

Após a constatação do feto calcificado, a equipe médica da UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital Regional decidiu pela realização cirúrgica de emergência para remover o feto e controlar o processo infeccioso. A paciente morreu um dia depois do procedimento por infecção generalizada.

“Em virtude da sepse apresentada —doença potencialmente grave desencadeada por uma inflamação que se espalha pelo organismo diante de uma infecção—, a cirurgia foi adotada como medida para tentar impedir o óbito da paciente, no entanto, sem sucesso”, diz trecho de nota divulgada pela unidade de saúde.

O hospital não confirmou há quanto tempo a mulher estaria com o feto no corpo na estimativa dos médicos. Em nota, a direção e os profissionais do Hospital Regional Dr. José de Simone Netto lamentaram o falecimento da paciente e se solidarizam com familiares e amigos. A família da idosa pode contar com apoio psicológico do hospital, de acordo com o comunicado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *