Bem-vindo – 20/04/2024 03:49
Previous slide
Next slide

Coronel autuado por estupro será obrigado a usar tornozeleira eletrônica

 (crédito: Google maps/Reprodução)

(crédito: Google maps/Reprodução)

O coronel da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) Edilson Martins da Silva, 47 anos, foi terá direito à liberdade provisória, mas precisará usar tornozeleira eletrônica com monitoramento por 90 dias. O militar foi autuado por estupro contra um jovem de 21 anos na manhã do último sábado (9/4).

Segundo a determinação, Silva deverá permanecer num raio de 500m de sua residência no período de 22h às 6h. O oficial também não poderá se aproximar, no mesmo raio, do Motel Fiesta Brasília, em Taguatinga, e da distribuidora de bebidas localizada no Posto Shell na Sandu Norte.

Relembre o caso

Segundo as investigações, Edilson Martins Silva, diretor de Apoio Logístico e Finanças, do Departamento de Logística e Finanças do Comando-Geral da PMDF, usou uma arma de fogo para forçar a vítima ao ato sexual.

Coagido, o jovem de 21 anos tentou fugir do local. Assim, ele tomou a arma do policial e efetuou disparos nas dependências do motel. Assustados, os funcionários acionaram a PMDF. O jovem foi rendido pelos agentes e levado para a 12ª Delegacia de Polícia (Taguatinga Centro).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *