Bem-vindo – 17/04/2024 16:55
Previous slide
Next slide

“É um psicopata”, diz titular da SSPGO sobre suspeito de chacina no DF

 secretário de Segurança Pública de Goiás (SSP-GO), Rodney Miranda, afirmou que tudo indica que Lázaro Barbosa Sousa, apontado como possível autor da chacina de uma família em Ceilândia, DF, seja um psicopata. A declaração foi feita em coletiva de imprensa na manhã desta segunda-feira (14), durante acompanhamento in loco do titular da pasta nas buscas pelo procurado em Cocalzinho de Goiás. O suspeito, que ostenta diversas passagens pela Polícia, teria vitimado oito pessoas, sendo cinco fatais, em cinco dias.

De acordo com Rodney, é normal que a população fique em alerta e com medo. “A população está preocupada com razão. Esse sujeito, ao que tudo indica, é um psicopata. Já estamos com oito vítimas confirmadas, cinco delas fatais, e situações que levam qualquer um a fica preocupado”, disse. Segundo ele, as equipes de segurança fazem o monitoramento da região para que o suspeito não faça novas vítimas. “Estamos dando todo o amparo para a população até a retirada desse sujeito. Não vamos sair daqui enquanto não desentocarmos ele”, garantiu.

A operação que busca encontrar o suposto autor da chacina conta com 210 policiais de Goiás e do Distrito Federal, além das polícias Rodoviária Federal e Federal. Também estão sendo usadas aeronaves para buscas aéreas, cães farejadores e cavalos da PMGO. O secretário afirma que as equipes estão checando todas as informações recebidas de denúncias da população e dos próprios grupos da polícia.

A região de Ceilândia, onde houve o assassinato de quatro pessoas da mesma família, está recebendo  patrulhamento especial. “Temos informação de que ele estaria em Ceilândia. Recebemos também informação de que ele estaria lá para a região de Águas Lindas e temos até informações de que ele poderia ter voltado para o DF. Estamos checando todas e, por isso, não podemos confirmar nenhuma ainda”, explicou o secretário.

Ainda de acordo com Rodney, a atual dificuldade das equipes ocorre por conta do conhecimento de Lázaro com relação à região. “Ele é um cara acostumado aqui com a região, acostumado a se emburacar em em vários pontos. Ele deve ter alguma outra motivação psicótica que a gente não sabe o que que é, mas ele tá muito focado em seguir essa trajetória criminosa dele. Mas vamos prende-lo”, afirmou.