Bem-vindo – 13/06/2024 18:06
Previous slide
Next slide

Em Novo Gama vereadores trabalham durante recesso parlamentar, em Valparaíso, acusações de propinas, compra de votos e ameaças entre vereadores.

Apurado pela reportagem, que mesmo com o recesso parlamentar no final de ano, os vereadores de Novo Gama estavam na cidade fazendo papel de fiscalizar os trabalhos do Governo Municipal e ouvindo a comunidade, por exemplo, quando ficaram sabendo da super lotação nas unidades de saúde causado pelo H3N2, pelo menos nove vereadores foram ver de perto o que estava acontecendo, exemplo a ser seguido.

Quem passou pela câmara municipal da cidade observou que todos os gabinetes permaneceram abertos ouvindo demandas da população bem como a prefeitura, as sessões ordinárias do Poder Legislativo estão suspensas no recesso parlamentar desde o último dia 15 de dezembro de 2021.

Entretanto, mesmo durante o recesso a Câmara Municipal de Novo Gama com repasse de Duodécimo bem inferior ao de Valparaíso, (duodécimo é um repasse devido pelo Poder Executivo (arrecadador dos tributos) aos outros poderes (Legislativo) a câmara de Novo Gama permaneceu funcionando normalmente, no horário habitual, com servidores que compõem a presença diária e vereadores.

DUODÉCIMO LEGISLATIVO DE NOVO GAMA

Segundo a presidente da casa, vereadora Cleia Cardoso (PL) só ficaram suspensas as sessões, porém, os Gabinetes funcionaram normalmente recebendo a população Novogamense.

LEIA TAMBÉM 

Então, tivemos 75% de aprovação das matérias aprovadas sem somar os projetos em tramitação”, explicou.

Dos projetos de maior relevância.

– ISENÇÃO DO IPTU

Os comerciantes estão vivendo uma crise, e para ajudar o comércio local neste período de pandemia, os contribuintes terão isenção das taxas nos dias que tiveram o estabelecimento fechado, devido ao decreto de fechamento para evitar a proliferação do Corona vírus.

– ESTADUALIZAÇÃO DA GO 577 (PISTA DO SUCUPIRA)

Colocado em votação, o projeto de Lei 023 de autoria do Poder Executivo, foi aprovado com humanidade sendo 14 votos a favor e autorizado a estadualização da antiga pista que liga no novo gama passando pelo vale do Pedregal a Valparaíso conhecido como Sucupira móveis

_  AMEA cartões Novo Gama Solidário 

Os beneficiados podem contar com um auxílio de R$100,00 a serem utilizados em supermercados, padarias, sacolão, entre outros que deverão ser gastos nos comércios locais, como meio de fomentar a economia do Município, que muito sofreu com as perdas financeiras decorrentes da crise sanitária e econômica.

Compra do carro para câmara dos vereadores 

Ainda em 2021 foi comprado um carro VW GOL no valor de r$ 63,900,00 com recurso próprio do Legislativo, vale ressalta que a compra do veículo só foi possível através de um gestão transparente, enxuta,  e cortando gastos desnecessários.

foto Glaucio montana

O carro novo será de uso exclusivo dos vereadores, que poderão utilizá-lo para viagens que envolvam o trabalho legislativo e para visitas às comunidades rurais do município, dando mais agilidade aos trabalhos desenvolvidos pelos representantes do povo de Novo Gama.

O ano de 2021 foi de bastante trabalho na Câmara Municipal, Balanço apresentado pela presidente mostra que os vereadores apresentaram indicações de melhorias para a cidade e propuseram 135 projetos de lei, decretos e resoluções. Os trabalhos em plenário retornam em fevereiro de 2022 finalizou Cleia Cardoso.

LEIA TAMBÉM

EM VALPARAÍSO, CÂMARA QUE TEM UM DOS MAIORES DUODÉCIMOS DO ENTORNO A SITUAÇÃO É VERGONHOSA

Inúmeras reclamações diariamente são feitas na rede social, para comunidade, a ausência do poder legislativo faz acreditar que a cidade nunca irá mudar, a descrença só aumenta pela falta de fiscalização e atitudes vergonhosa que ocorre dentro da casa de Leis, como sempre o presidente da casa Vereador Plácido Cunha permanece calado.

O fato mais recente; Empresário denuncia vereador de Valparaíso por cobrar propina para “sumir” com dívidas

Denúncia envolve Paulo Brito, quando era fiscal, e cita o prefeito Pábio; eles negam irregularidades

Um empresário do ramo funerário de Valparaíso de Goiás denunciou o vereador Paulo Brito (PSC) por cobrar propina para fazer “sumir” uma dívida da empresa dele na Superintendência de Receita Tributária do município. O parlamentar chegou a envolver o prefeito Pábio Mossoró no esquema, conforme a denúncia que teve vídeo anexado.

À época, Brito era fiscal da Superintendência de Serviços de Fiscalização Municipal (Susfim). Ele é servidor eletivo de carreira e está licenciado. Segundo consta na queixa-crime, o parlamentar pediu ao empresário R$ 30 mil para que “todos os débitos da empresa do noticiante fossem dados como quitados pelo sistema da prefeitura”.

Com isso, ele entregaria as certidões negativas. As dívidas da empresa eram de R$ 187 mil, conforme informa Paulo Brito em vídeo anexado na queixa-crime e disponibilizado pelo Jornal Opinião do Entorno. Ainda na gravação, segundo ele, por vias formais o valor cairia para R$ 90 mil.

Ainda de acordo com a denúncia, Brito disse que o empresário perderia, caso ajuizasse ação. Em seguida, ele envolve o prefeito Pábio e afirma que as coisas continuariam “andando”, pois, a chefe de departamento “Cléo” seria exonerada.

Antes, o empresário diz à polícia que afirmou ao fiscal já ter dado R$ 4 mil à servidora “Bruna”. O então fiscal, conforme os autos, afirmou que o denunciante perdeu o dinheiro, pois a funcionária não tem a “senha master” para “sumir” com as dívidas.

O empresário atua há dez anos como único executor de serviços funerários da cidade. O caso está na 1ª Delegacia de Polícia Civil de Valparaíso de Goiás e com a 3ª promotoria do Ministério Público. O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO) foi acionado.

O portal também entrou em contato com o vereador Paulo Brito. Ele preferiu se manifestar por nota:

Esclareço a todos os cidadãos que desde o início do mandato venho sofrendo intimidações em razão da minha posição política e atuação contundente em defesa dos interesses do povo de Valparaíso de Goiás. O vídeo que circula nas redes sociais é mais uma tentativa criminosa de intimidar minha atuação parlamentar, o que é inaceitável. Ao longo dos mais de 30 anos de vida pública jamais solicitei qualquer vantagem ilícita, ao contrário, sempre me pautei pela ética e moralidade no trato com a coisa pública.

Ressalto que todas as providências estão sendo tomadas contra o autor do vídeo e a verdade será esclarecida a todos os cidadãos.

Por fim, reforço meu compromisso de sempre defender os interesses do povo, e ações criminosas ou intimidações como essa só me dão mais forças para continuar lutando por uma cidade cada vez melhor.

Me coloco a disposição para quaisquer esclarecimentos. ”

LEIA TAMBÉM 

Polícia civil investiga ameaças entre vereadores e suposta compra de votos durante eleição para presidência da câmara de Valparaíso GO.

IMAGEM Glaucio Montana

Segundo informações colhidas pelo Radar Valparaíso, a suspeita da negociata teria sido revelado quando a vereadora Claudia Aguiar falou no plenário da casa momentos antes da Eleição que um vereador teria procurado por ela querendo comprar seu voto na eleição da para presidência, ao ser ameaçada pelo vereador Zequinha, procurou a Delegacia e registrou a ameaça, a descoberta do suposto esquema ganhou força quando dois vereadores (Zequinha e Paulo brito) se desentenderam no plenário sendo flagrados pelo circuito interno da câmara.