Bem-vindo – 13/06/2024 17:16
Previous slide
Next slide

Evento virtual Festival da 8ª edição do Arte Fato

Na intenção de movimentar artisticamente a cidade, o Sindicato dos Bancários apresenta, hoje, o evento Arte Fato. Um festival virtual, com atrações ligadas à música, poesia, teatro. O evento começa às 20h. A edição de 2021 presta homenagem póstuma a Zé Nobre, artista plástico da cidade que trabalhava com gravuras, desenhos e pinturas e que faleceu em 2018. Zé também era um ex-bancário, o que levou o tema da oitava edição do Arte Fato.

“A gente quer trabalhar com os talentos bancários. A gente continua conciliando a arte de Brasília, mas agora agregando as linguagens artísticas também desenvolvidas pelos bancários e bancárias”, afirma Ytto Morais, presidente do Sindicato dos Bancários, músico e um dos idealizadores do Arte Fato. “A categoria sempre foi um celeiro de talentos culturais, com múltiplas habilidades”, completa.

Entre as atrações do evento estão a intérprete e compositora Andrea Aiko apresentando o próprio repertório; a atriz, palhaça e performer Alê Arautas; o grupo Liga Tripa e o poeta, romancista e cronista Vicente Sá. Ainda haverá um bate-papo com Carmem Moretzsohn, jornalista e atriz, mediado pelo ator Murilo Grossi, que falarão sobre arte e liberdade.

“O Arte Fato surge, inicialmente, numa perspectiva de conciliar espaço de entretenimento, considerando a pandemia, responder essa necessidade de fruição cultural, entretenimento e congratulação”, pontua Ytto.
Ele acrescenta a importância de eventos como esse para os tempos atuais. “A arte é o registro de um momento histórico, sempre foi assim. Para isso, a arte também precisa estar conectada com esse processo histórico, esse momento”, analisa o músico.

O evento está arrecadando doações para a campanha Quem tem fome, tem pressa!, do Comitê de Solidariedade Bancária de Combate ao Coronavírus. A intenção é repassar o valor obtido para artistas e profissionais da área afetados pela pandemia.