Bem-vindo – 13/04/2024 03:43
Previous slide
Next slide

Justiça de Goiás ouve mulheres que denunciaram crimes sexuais de João de Deus

Justiça de Goiás ouve, nesta quinta-feira (7), mulheres que denunciaram crimes sexuais supostamente praticados pelo médium João Teixeira de Faria, mais conhecido como João de Deus. Segundo a assessoria do TJGO, as audiências de oito vítimas são realizadas virtualmente pela comarca de Abadiânia. Os crimes, segundo as denúncias, teriam ocorrido durante atendimentos espirituais na Casa Dom Inácio de Loyola, na mencionada cidade.

Até agora, o religioso foi condenado seis vezes, sendo cinco delas por abusos sexuais contra 10 mulheres e outra por posse ilegal de arma de fogo. A condenação mais recente ocorreu no último mês de janeiro. João de Deus segue em prisão domiciliar. Ele sempre negou os crimes.

Condenações do médium João de Deus por crimes sexuais

As condenações são: 19 anos e 4 meses de reclusão, em processo envolvendo quatro vítimas de crimes sexuais; a mais 40 anos de reclusão (5 vítimas); 44 anos e seis meses de reclusão (5 vítimas); a 2 anos e 6 meses de reclusão (1 vítima); 4 anos por violação sexual mediante fraude (1 vítima), além de uma condenação por crime de posse irregular de arma de fogo de uso permitido e crime de posse ilegal de arma de fogo de uso restrito, a três anos de reclusão.

O Ministério Público já fez 15 denúncias contra o médium. Ainda restam, em Juízo, 12 denúncias, que envolvem 56 mulheres. Os processos aguardam julgamento.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *