Bem-vindo – 19/04/2024 12:45
Previous slide
Next slide

Lockdown forçado : Povoado por onde passou suspeito de promover chacina no DF fecha comércio

A cerca de 28 km de Cocalzinho de Goiás, os moradores da pacata Edilândia estão com medo. Isto, porque Lázaro Barbosa, 33 anos, suspeito de matar uma família em Ceilândia, está foragido na região. Às margens da BR-070, o povoado fechou seus comércios, enquanto o clima de tensão toma conta dos moradores. 

Ao site, o mecânico Sirlon Belchior, 48, disse que teme pela forma violenta como o suspeito age. Junto com a família, ele foi para a oficina, que fica ao lado do posto e que virou base de operações da polícia, na cidade.

Também ao jornal de Brasília, o dono de um self-service, Leandro Santos, 31, disse que não dormiu à noite. “É aterrorizante, está todo mundo com medo desse cara.”

Vale citar, Lázaro, que está foragido há seis dias, foi visto pela última vez em uma rodovia próximo à Edilândia (GO). Ele teria abandonado um carro roubado e fugido pela mata.

O que se sabe

– Quinta-feira (9) – A onda de crimes tem início quando o suspeito invade uma casa em Ceilândia. Lá, ele teria matado o empresário Cláudio Vidal, 48; dois filhos dele, Gustavo Marques, 21; e Carlos Eduardo Vidal, 15; e sequestrado a mãe deles, Cleonice Marques, 43.

– Sexta-feira (10) – Polícia Militar do DF inicia buscas pelo suspeito.

– Sábado (12), à tarde – polícia encontra o corpo de Cleonice Marques. Cadáver estava próximo de um córrego na região de Sol Nascente (DF). Mulher estava nua, de bruços e apresentava cortes na região das nádegas.

Ele invadiu uma chácara, em Cocalzinho, e fez o caseiro de refém.

– Sábado (12), à noite – Três pessoas são baleadas em uma casa na zona rural de Cocalzinho de Goiás. Suspeito teria forçado vítimas a fazer comida para ele enquanto as obrigava a fazer consumo de drogas. No local, Lázaro supostamente rouba duas armas de fogo e munições.

Feridos estão hospitalizados, dois deles em estado grave. O refém foi liberado.

– Domingo (13), à tarde – Chácara é invadida em Cocalzinho de Goiás. Proprietário encontra imóvel revirado e dá falta do carro, um Corsa vermelho.

– Domingo (13), noite – veículo é abandonado na BR-070, após avistar bloqueio policial próximo à cidade de Edilândia. Suspeito foge à pé, supostamenete para região de mata. Investigadores ainda não confirmaram se responsável por abandonar carro é mesmo Lázaro.

Polícias militar e rodoviária federal destacam 120 policiais para o cerco, que tem auxílio de 3 helicópteros

– Segunda-feira (14), manhã – Mais policiais se juntam à operação de captura. Agora, são 210 agentes da PM-GO, PM-DF e Polícia Federal (PF) que atuam para detectar e prender Lázaro. Secretário de Segurança Pública de Goiás, Rodnei Miranda acompanha os trabalhos in loco.

Equipes apuram a possibilidade de Lázaro ter retornado para o DF após ter abandonado o carro. Agentes também investigam uma suposta quinta morte provocada por Lázaro que teria ocorrido anteriormente à chacina de Ceilândia.