Bem-vindo – 17/04/2024 15:44
Previous slide
Next slide

Quatro homens foram condenados pela morte de uma transexual em Anápolis

A justiça condenou quatro homens pelo sequestro, roubo, estupro e morte de uma transexual em Anápolis. Emanuelle Muniz Gomes foi atacada depois de aceitar uma carona dos réus. Além de praticarem todos esses crimes, os condenados ainda agrediram a mãe e um amigo da vítima e tentaram matar uma testemunha.

Os condenados são Daniel Lopes Caetano, Sérgio Cesário Neto, Renivan Moisés de Oliveira Caetano e Márcio Machado Nunes. Eles foram condenados a 26, 34, 26 e 35 anos de prisão, respectivamente.

De acordo com os autos, o crime aconteceu em fevereiro de 2017. Emanuelle estava em uma boate com a mãe, Edna, e um amigo, Wilker. Por volta de meia noite ela estava na porta do estabelecimento quando foi abordada por Márcio, que ofereceu uma carona. Dentro do carro dele estavam Sérgio e Renivan.

Emanuelle e o amigo entraram no carro, mas quando a mãe viu que haviam outras pessoas, disse que não caberiam todos e era melhor desistirem da carona. Neste momento, Daniel saiu de trás de uma árvore, roubou Edna e começou a agredi-la. Wilker desceu do carro para ajudar, mas também foi agredido.

Emanuelle não conseguiu descer do veículo, impedida por Renivan e Márcio. Depois disso, Daniel entrou no carro e todos fugiram com a vítima. Ela sofreu violência sexual e, quando os agressores perceberam que ela era transexual, foram até o lixão da cidade.

Lá eles tiraram Emanuelle do veículo, a arrastaram pelos cabelos e começaram a agredi-la com chutes, pauladas e pedradas. Ela chegou a falar que tinha R$ 3 mil em casa e que daria o dinheiro a eles, mas a violência continuou até a morte.

Depois que a vítima morreu, os condenados viram uma pessoa passando pelo local. Com medo de serem reconhecidos, eles também o agrediram com socos e chutes. O homem ficou inconsciente, mas foi socorrido a tempo e sobreviveu.