Bem-vindo – 22/06/2024 13:55
Previous slide
Next slide

VÍDEO : Em Novo Gama, prefeitura, câmara e Judiciário participaram da reabertura do Núcleo de Assistência Gratuito Judiciário ( Defensoria Pública)

Pelo menos 15 mil processos foram acumulados de 2018 quando o Núcleo paralisou suas atividades.

Na tarde desta terça-feira 26/04 aconteceu na comarca de Novo Gama a retomada das atividades do Núcleo de assistência gratuito judiciário (Defensoria pública) no município, o evento foi oficializado contando com a presença do prefeito Carlinhos do Mangao, a juíza de direito Joyre Cunha Sobrinho titular da 1* vara cível de família, vereadores do município, advogados e convidados.

foto vereadores Novo Gama

A retomada faz parte da parceria entre os três poderes do município, executivo, legislativo e judiciário que juntos, observando a dificuldade no andamento de processos, o aumento na procura pelo público em estado de vulnerabilidade, os três órgãos do município agiram para facilitar a vida dos mais necessitados sem condições de pagar os honorários advocatícios particular.

Segundo o prefeito Carlinhos do Mangao quatro advogados irão compor o órgão no município de Novo Gama, “o prefeito ainda informou que já se vão cinco anos sem a Defensoria pública no município que paralisou as suas atividades no ano de 2018 acarretando sérios problemas ao Judiciário local como acumulo de 15.000 mil processos à espera da retomada da Defensoria pública local”.

foto;  Presidente Cleia Cardoso dr Reginaldo

Para  juíza Joyre sobrinho a parceria executivo, legislativo e judiciário do município irá trazer para o cidadão Novogamense em estado de vulnerabilidade mais atenção em agilizar os trâmites processuais automaticamente resolvendo os problemas dos mais necessitados, a juíza parabenizou a atitude do prefeito e vereadores que se uniram ao Judiciário pela causa dos mais necessitados.

“Isso nunca aconteceu na cidade de Nova Gama, é fato histórico, tem que ser registrado divulgado a junção dos poderes, é sinal que o executivo de Novo Gama tem um líder de verdade que consegue unir os três maiores poderes do município.

Um dos advogados da Defensoria pública Luiz Gustavo falou a equipe de reportagem que cinco anos parado sem Defensoria pública no município acarretaram aproximadamente 15.000 processos sem trânsito na comarca é 15.000 pessoas que não tiveram a suas causas assistidas pelo Judiciário local, com a parceria o resultado é agilidade em processos.

Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *